Como Cortar Garrafa de Vidro Artesanalmente?

O artesanato se tornou sinônimo de customização e de uma forma baratear as coisas. Mas muito antes disso, o artesanato era usado como base na forma de produção de todos os produtos. Os artesãos nasceram praticamente junto com a humanidade. Lembrando sempre que o artesanato remete  ao processo de utilizar somente as mãos e alguns instrumentos bem simples para complementar a produção das mais diversas coisas.

Antigamente, antes da revolução industrial não existia muitas máquinas para que o processo fosse automatizado e com isso todo o trabalho era feito pelo artesão desde conseguir a matéria prima até a entrega pronta do produto. Nas famílias antigas, os homens da família tinham que aprender além de caçar, fazer os objetos da casa e ainda pegar as matérias primas necessárias direto na natureza.

Com o tempo foi-se percebendo que as mulheres eram mais detalhistas e que eram bem mais observadoras para fazer esses artesanatos e assim começou a ser transferido para mulheres, principalmente a tecelagem e a cerâmica. Isso durou muito tempo, os métodos melhoraram, mas a mão humana ainda era presente em praticamente tudo.

Como dito anteriormente, somente com as revoluções industriais que os artesãos perderam força. Muito foram trabalhar na indústrias, outros tentaram outras formas de se sustentar. Na época os produtos industrializados eram ótimos pelo fato de tornar o preço mais acessível,mais modernos e rápidos. Porém era feitos em grande escala, padronizados, deixando muitos, principalmente os mais ricos com receio de que eles não detinham mais o privilégio de possui alguns produtos e com isso muitos deles recorriam aos artesãos para fabricar algo de maneira personalizada

Hoje em dia o artesanato ainda é sinal de personalidade, porém é retratado de maneira muito cultural. Muito que resolvem fazer seus próprios objetos conseguem por ser muito fácil obter informações nos canais de comunicação, como a internet. Às vezes consegue usar produtos recicláveis para ajudar o meio ambiente e ainda baratear o custo. 

Cortar Vidro Artesanalmente 

A reciclagem e a reutilização está cada vez mais utilizada nos dias atuais, os materiais usados nesse quesito tem aumentado cada vez mais, alguns são mais difíceis de manusear do que outros, precisando de mais cuidado e de desempenho das pessoas.

Alguns procuram fazer artesanatos apenas por ser um hobbie outros procuram ganhar dinheiro. Um material que tem ganhado espaço para esse tipo de atividade é o vidro, apesar de ser um pouco mais díficil de se manusear, algumas técnicas um tanto simples vem sido descobertas para que o corte fique mais fácil e a prático. Com as novas técnicas pode ser feitos, vasos, copos e ainda ser a favor da natureza. As garrafas de vidro são as mais utilizadas para esse processo.

Mesmo se tornando mais fácil, o cuidado ao se manusear o vidro ainda deve ser muito grande por ele se despedaçar em cacos perigosos. Por isso é muito bom ter os materiais certo para o processo e também para proteção como óculos, luva e sapatos fechados fazendo. Existem alguns modos diferentes de se cortar o vidro.

O primeiro é usando álcool, barbante de preferência feito com algodão, acetona, água fria em um lugar que a garrafa possa ser jogada dentro depois e de fogo, sendo de isqueiro ou fósforo. Esse processo precisa ser feito com  calma porque também possui o perigo de queimaduras.

Para começar o barbante deve ser cortado de um tamanho um pouco maior do que o diâmetro da garrafa para que consiga amarrar em volta dela. Assim escolha a altura que a garrafa vai ser cortada e amarre o barbante com o pequeno nó para marcar essa altura. Lembre-se de adequar para o que vai ser utilizada depois. Um copo precisa de uma altura menor, um vaso de uma maior.

Antes de amarrar o barbante use álcool para umedecê-lo, a partir dele que será colocado o fogo para derreter o vidro. Pode ser feito também com acetona, ou outro produto inflamável. Depois de colocar fogo, deixe por pouco tempo e já apague o fogo. Logo em seguida jogue na água fria, assim a parte desejada já se quebra pela mudança brusca de temperatura, em alguns casos ela precisa de uma batidinha para se soltar, mas é pouca coisa.

Depois disso, há necessidade de acabamento, pois a garrafa se quebra de qualquer forma. Nesse momento a ponta pode ser perigosa, todo cuidado é pouco. Com uma lixa grossa ou então uma lima é possível deixá-la sem rebarbas e de qualidade.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Vidro

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *