Artesanato em Fita

Sempre que queremos dar um toque mais delicado a algo, o primeiro pensamento que nos vem em mente é o de fitas: elas são delicadas, enriquecem qualquer trabalho de artesanato manual e nunca saem de moda, principalmente quando se trata de pecinhas feitas para crianças.

Os modelos de artesanato com fitas são muitos, indo desde os mais simples modelos com passa-fitas prontos, em que tudo o que é preciso fazer é passar a fitinha mimosa da largura certa pelas aberturas já prontas no tecido – normalmente brocados vêm com esse recurso – até os bordados mais elaborados, que exigem cuidado e atenção, além de paciência e prática.

Fitas

Os bordados com fita são mais difíceis de fazer porque, diferente do bordado com linha, a fita tem o lado avesso e o lado direito, e todo o bordado tem de ficar na mesma direção, ou a graça do trabalho se perde. Essa é a primeira precaução a ser mantida em mente na hora de se começar a trabalhar com fitas: a paciência na hora de executar cada ponto, para que ele fique do lado certinho.

Existem muitos pontos feitos exatamente para serem trabalhados com fitas, como, por exemplo, o ponto nó, o ponto nó colonial, o ponto margarida, o ponto margarida com nó, o ponto japonês, o ponto folha, e muitos outros. Cada um deles é baseado em uma técnica diferente e tem efeitos diversos, um para cada tipo de aplicação.

Modelos

Um dos pontos mais conhecidos – e também mais bonitos – é o clássico ponto fita. Ele não é difícil de fazer, mas é um pouquinho demorado, e exige bastante paciência, mas seu resultado final é absolutamente lindo. Para fazê-lo, você precisa de fita de cetim fina, de preferência das que tem luminosidade em apenas um dos lados, para ficar mais fácil de ver qual é o avesso. Corte uma tirinha da fita, e dobre-a em triângulo, passando um ponto pequeno na base com agulha e linha da mesma cor da fita, fazendo com que a base fique franzida.

Depois de alinhavar, você vai ver que, ao ser puxado, o triângulo forma um pequeno botão de flor – basta fazer vários desses, e fixar no material de sua escolha, formando um buquê de flores. Para fazer as folhas, basta alinhavar as fitas verdes e dispô-las em ‘v’ nos cantos e no meio das outras flores.

Fazer

O resultado final é delicado e muito bonito, o único lado ruim é que esse tipo de bordado consome bastante tempo, já que os botõezinhos têm de ser feitos um a um, e quanto menor eles forem, mais bonito ficará o resultado final.

Costure os botões bem próximos uns dos outros, e crie um lindo jardim!

Um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>