Tricô com Tear

Entre as mais diversas e antigas técnicas artesanais existentes, de uso doméstico, podemos dizer que o tricô é uma das mais antigas e uma das mais disseminadas em todo o mundo.

Desde a antiguidade homens e mulheres dominavam a arte do tricô, primeiramente com instrumentos muito rudimentares. Acredita-se que o tricô teria surgido no antigo Egito onde ossos eram usados como agulhas.

Tricô

Hoje o tricô está presente em todas as culturas onde foram desenvolvidas muitas técnicas diferentes.

Nesse artigo nós vamos falar um pouco sobre o tricô em tear, uma modalidade bem antiga e artesanal de fazer tricô, que é utilizada até hoje, produzindo peças muito bonitas e diversos trabalhos com efeitos diferentes.

Origem do Tricô

A técnica de entrelaçar fios e produzir malhas de tecido teria surgido no Egito, onde os homens usavam ossos ou espécies de agulhas rudimentares para auxiliar a entrelaçar os fios.

A partir de lá os Belgas teriam levado essa técnica para suas terras e até os Ingleses. Foi na Inglaterra que a técnica do tricô se aprimorou e foram desenvolvidas as primeiras peças feitas de tricô.

As mulheres inglesas faziam mantas e meias para aquecer seus filhos e seus maridos no inverno, usando fios de lã pura, cardados e fiados por elas próprias.

Tricô Tradicional

O tricô tradicional é executado com o auxílio de duas agulhas e de um fio de lã. Ao longo do tempo foram desenvolvidos centenas de pontos diferentes que produzem efeitos e texturas variadas, alguns mais leves e abertos outros mais fechados e pesados.

Contudo mesmo em todos os diferentes pontos de tricô existem três ou quatro pontos diferentes, o ponto malha – que é a malha do lado direito é feito tirando o ponto da agulha com a linha por traz, o ponto tricô, igual ao avesso do tricô e é feito tirando o ponto da agulha passando a linha pela frente do ponto, o mate simples que é quando tiramos dois pontos juntos e a laçada, que é quando fazemos uma laçada na agulha criando um novo ponto.

Peças

O tricô tradicional permite a execução de diversas peças diferentes, blusões, casacos, mantas, saias, ponches, xales e uma infinidade de outras peças.

Tricô em Tear

O tricô em tear parte do mesmo principio, é feita uma trama com um fio de lã, contudo nessa técnica ao invés de usarmos agulhas usamos o tear, que consiste em dois darrafos de madeira com o mesmo número de pregos dos dois lados. Um sarrafo é preso no outro por duas guias de madeira que estabelecem a largura do ponto.

A partir daí vale a receita, porque a lã é entrelaçada nos pregos de um lado e outro alternadamente por duas vezes, conforme o desenho do ponto.

O Tear

Depois com o auxilio de uma espécie de agulha de crochê, se tira a laçada de baixo por cima da de cima, formando a malha, e assim se segue tecendo.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Categoria(s) do artigo:
Tricô

Artigos Relacionados


Artigos populares

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *